8 dicas para aumentar as vendas de cosméticos online

09/01/2020

8 dicas para aumentar as vendas de cosméticos online

 

A área da beleza está em constante crescimento, sendo considerada uma das mais promissoras.

 

A cada ano que passa o setor ganha mais destaque, afinal, não importa sexo, situação financeira ou idade, grande parte dos brasileiros têm interesse neste ramo. Um bom exemplo é o investimento na beleza masculina que vem ganhando o seu espaço superando a barreira do preconceito que por muito tempo existiu.

 

Segundo a Associação Brasileira da Industria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, o Brasil é o terceiro país que mais investe em beleza no mundo! O que inclui busca por tratamentos e produtos diversos.

 

Mas, o que isso tudo significa? Que esta é uma área que tem muita estabilidade (mesmo durante crises esse setor dificilmente se abala), potencial de comercialização e crescimento, a qual só em 2015 movimentou mais de R$ 40 bilhões em negócios. Logo, investir nesse caminho pode ser altamente lucrativo.

 

 

 

Os cosméticos e a internet

 

Você sabe onde ocorre o maior volume de vendas de cosméticos?

 

O comportamento dos consumidores veio se adaptando à tecnologia, inclusive quando o assunto é beleza. Os clientes estão realizando grande parte das compras de cosméticos online! Por que? Bom, comodidade, flexibilidade, preço e variedade são alguns dos fatores que vêm influenciando essa tomada de decisão.

 

Para se ter uma noção de como a venda pela internet se tornou vantajosa para o setor, a 40ª edição do e-book da Webshoppers mostrou que, no primeiro semestre de 2019, 18% dos pedidos estavam relacionados aos cosméticos, saúde e perfumaria (o que representa um faturamento de aproximadamente 6% de todo o e-commerce brasileiro).

 

 

Os cosméticos e a internet(Imagem retirada do e-book Webshoppers)

 

Porém, mesmo com tanto potencial de mercado, é preciso desenvolver estratégias para que qualquer negócio gere lucro e ganhe o público. Afinal, do mesmo modo que as pessoas continuam investindo na beleza, outras empresas continuam produzindo cosméticos e saciando as necessidades dos consumidores. Então… como se destacar?

 

Se você está interessado em começar ou ampliar as suas vendas de cosméticos online então confira as 8 dicas que nós preparamos que irá te ajudar a aumentar as vendas na internet!

 

 

 

8 dicas para aumentar as vendas de cosméticos online

 

 

1. Encontre o seu nicho

 

A definição do público –alvo é essencial tanto para negócios físicos quanto virtuais, especialmente quando o assunto é cosmético.

 

Um bom exemplo já mencionado anteriormente é o foco no setor masculino que conta com carências e desejos diferentes dos das mulheres, como é perceptível de reconhecer no gráfico a seguir:

 

Comportamento de homens e mulheres quanto ao consumo de cosméticos(Gráfico retirado do artigo “Comportamento de homens e mulheres quanto ao consumo de cosméticos e a importância na indicação de produtos e adesão ao tratamento”)

 

 

Enquanto a maior parte do público feminino tende a utilizar marcas distintas, o público masculino tem a propensão de comprar cosméticos da mesma marca.

 

Além da maneira de se portar como consumidores, as suas necessidades também mudarão. Por exemplo, conforme mostra a pesquisa do artigo “Comportamento de homens e mulheres quanto ao consumo de cosméticos e a importância na indicação de produtos e adesão ao tratamento”, mulheres tendem a ter cabelos mais compridos do que homens, o que significa que os produtos deverão focar em aspectos distintos – o que reflete no uso e compra de condicionador ser maior entre o público feminino-.  Ou seja, ao selecionar o seu público, você poderá priorizar uma estratégia que irá atrair o tipo de consumidor que você pretende atingir com maior eficácia com base nos seus interesses.

 

 

Comportamento de homens e mulheres quanto ao consumo de cosméticos e a importância na indicação de produtos e adesão ao tratamento(Gráfico retirado do artigo “Comportamento de homens e mulheres quanto ao consumo de cosméticos e a importância na indicação de produtos e adesão ao tratamento”)

 

 

2. Tenha um site funcional e responsivo

 

De nada adianta ter preparo técnico e produtos de qualidade se a sua plataforma não for atraente, responsiva e funcional.

 

Coloque-se no lugar do consumidor e confira se realizar uma compra pelo seu site é fácil para quem está navegando. Se a resposta for não, então está na hora de investir em um novo layout que facilite e encaminhe o cliente a finalizar todas as etapas de maneira simples e intuitiva.

 

Mas, também é importante ter em mente que isso deve ser feito de um modo responsivo, ou seja, é essencial adequar-se tanto à desktop quanto mobiles. Afinal, as vendas ocorrem em ambos os aparelhos e é preciso estar preparado para não perder o seu potencial cliente fazendo com que ele desista em um clique.

 

 

Tenha um site funcional e responsivo(Imagem retirada do e-book Webshoppers)

 

 

3. Tenha um site seguro

 

Qualquer segmento de e-commerce precisa ser confiável, especialmente no caso de marcas novas e/ou pouco conhecidas.

 

Mas… Como você pode fazer com que o seu cliente sinta-se seguro para realizar uma compra?

 

Bom, existem opções de pagamentos que podem ajudar nisso, mas, outra opção é investir em SSL (Secure Sockets Layer) – uma ferramenta de segurança digital que autentifica as partes envolvidas e garante a segurança das informações do usuário, como por exemplo, dados do cartão de crédito-.

 

O SSL pode ser identificado com o cadeado ao lado esquerdo do link do site do qual se navega e você pode adquiri-lo entrando em contato com uma agência de Marketing Digital.

 

 

Tenha um site seguro(Imagem retirada do site CGDW)

 

 

4. Expanda as redes sociais

 

Encontre e atinja o seu público pelas plataformas certas.

 

Hoje é quase impossível conhecer pessoas que não fazem parte de nenhuma rede social, não é mesmo? Isso significa que provavelmente o seu cliente estará em uma! Não é à toa que são considerados um dos principais motivadores de compra – atingindo cerca de 19% das indicações -. São plataformas como: Facebook, Instagram, Google+, Youtube, WhatApp, entre outros, que ganham destaque entre o público, como mostra o gráfico a seguir:

 

 

Expanda as redes sociais(Imagem retirada do e-book Webshoppers)

 

Outro ponto positivo que as redes sociais proporcionam é que, ainda de acordo com dados do Webshoppers, 80% dos usuários que adquirem produtos por indicações das redes sociais ficaram satisfeitos com a compra.

 

 

5. Faça anúncios e invista em SEO

 

Faça anúncios e invista em SEO(Imagem retirada do Google)

 

Novamente, coloque-se no lugar de consumidor. Onde você procura o produto que deseja encontrar? Provavelmente em sites de busca, não é mesmo?  Bom, não é à toa.

 

Os sites de busca, atingem aproximadamente 25% dos clientes ganhando até mesmo das redes sociais (porém cuidado! A necessidade de um não exclui a necessidade do outro!), logo, investir em táticas para estar em primeira página é muito vantajoso para o seu negócio. Como? Já pensou em anúncios e SEO?

 

Enquanto o anúncio é uma estratégia paga de posicionamento, o SEO (também conhecido como Search Engine Optimization) é a forma orgânica de destacar os eu negócio de cosmético utilizando métodos como o de otimização de site.

 

Conheça mais sobre eles com o nosso texto “Como conseguir um melhor posicionamento no Google”.

 

 

6. Trabalhe com pós venda

 

A pós venda nada mais é do que a valorização do cliente.

 

Ela é essencial no segmento da beleza, pois grande parte dos consumidores que adquiriram um cosmético de determinada marca tendem a comprá-lo novamente (bem como mostra o gráfico do item 1 – especialmente no setor masculino).

 

Essa é uma estratégia que vem se tornando cada vez mais comum no ramo da beleza, e as marcas a exploram investindo em algo atrativo para o seu público, como é o caso de descontos e brindes de produtos que se enquadram no setor. O que é um ótimo negócio e faz com que os clientes sintam-se especiais.

 

 

7. Utilize vídeos e influencers do segmento

 

Utilize vídeos e influencers do segmento(Imagem retirada do YouTube)

 

O público interessado em cosméticos está sempre em busca de opiniões, ideias e tutoriais (dependendo do tipo de produto, claro). Isso fez com que a procura por vídeos ficasse cada vez maior, ampliando a fama de algumas marcas e influenciando os usuários.

 

Hoje, existem muitos casos de youtubers e outros influencers que divulgam marcas de forma paga, em troca de cosméticos, ou até mesmo gratuitamente, como é o caso da Midori que publicou um vídeo inteiro maquiando-se apenas com produtos do BTS que recebeu da VT Cosmetics.

 

Influencers(Imagem retirada do canal Midori)

 

 

8. Utilize o marketing de conteúdo ao seu favor

 

Como visto, o público que adquire produtos cosméticos gosta de se manter informado sobre assuntos de beleza e busca muita informação na internet. Por isso, uma forma de ir mais a fundo e saciar a curiosidade dos consumidores é com a elaboração de conteúdos relevantes.

 

Por ser considerado um segmento dinâmico que está sempre com novidades e tendências, as chances de você conquistar e engajar o seu público é muito maior do que em outros ramos.

 

Que tal investir em textos de blog, post em redes sociais, e garantir o acesso, a fidelização dos clientes e vendas!

 

 

 

Conclusão

 

O e-commerce (vendas online) vem crescendo juntamente com a tecnologia, especialmente quando o assunto é cosméticos. Logo, se você quer fazer parte deste mercado é preciso definir de estratégias de vendas com a ajuda de uma agência especializada em Marketing Digital como a CGDW.

 

E aí, pronto para investir de vez seu negócio online? Então baixe o nosso e-book “Como planejar campanha para e-commerce, entre em contato conosco e faça o sucesso acontecer!

 

www.cgdw.com.br

compartilhe nas redes sociais:

Telefone:

(41) 3272.3828

(41) 3089.3821

e-mail:

contato@cgdw.com.br

onde estamos:

R. Antônio Escorsin, 1650
São Braz, Curitiba/PR
(Subsolo)

Solicite uma visita

Nós vamos até você